Investimentos em energia solar no Brasil superam a marca de R$ 150,7 bilhões, de acordo com a Absolar

Investimentos em energia solar no Brasil superam a marca de R$ 150,7 bilhões, de acordo com a Absolar

A Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) divulgou dados impressionantes sobre a expansão da energia solar no Brasil. Desde 2012, essa fonte de energia atraiu mais de R$ 150,7 bilhões em novos investimentos e gerou uma arrecadação de mais de R$ 45,8 bilhões para os cofres públicos. Além disso, foram criados mais de 911,4 mil empregos acumulados nesse setor. Essa forma de energia também foi responsável por evitar a emissão de aproximadamente 38,5 milhões de toneladas de CO2 na geração de eletricidade.

O país acaba de alcançar a marca de 30 GW de potência instalada proveniente da energia solar fotovoltaica, englobando tanto usinas de grande porte quanto sistemas de geração própria de energia em telhados, fachadas e pequenos terrenos. Esse valor representa cerca de 13,7% da matriz elétrica nacional. Somente no mês de maio deste ano, houve um crescimento de 2 GW, elevando o total de 28 GW registrados em abril para os atuais 30 GW.

Desde julho do ano passado, a capacidade de geração fotovoltaica tem aumentado em média 1 GW por mês, conforme os seguintes números: julho (16,4 GW), agosto (17,5 GW), setembro (18,6 GW), outubro (21,1 GW), novembro (22 GW), dezembro (23 GW), janeiro (24 GW), fevereiro (25 GW), março (27 GW), abril (28 GW) e maio (30,4 GW).

Ronaldo Koloszuk, presidente do Conselho de Administração da Absolar, ressalta a importância desse crescimento para o Brasil, afirmando que o país finalmente despertou para os benefícios da energia solar. Ele destaca que aproveitar uma fonte de energia limpa e econômica contribui para o processo de reindustrialização e estimula a diversificação do suprimento elétrico, aliviando a pressão sobre os recursos hídricos e reduzindo o risco de aumentos adicionais nas contas de luz da população.

Rodrigo Sauaia, presidente executivo da Absolar, afirma que a energia solar é uma alavanca para o desenvolvimento social, econômico e ambiental do país. Ele destaca a oportunidade de aplicação dessa tecnologia em habitações de interesse social, como casas populares do programa Minha Casa Minha Vida, assim como em escolas, hospitais, postos de saúde, delegacias, bibliotecas, museus e parques.

Sauaia comenta ainda que o crescimento da energia solar pode acelerar a atração de investimentos, a geração de empregos, a renda e a liderança internacional do Brasil na transição energética.

No segmento de geração distribuída de energia, a potência instalada proveniente da energia solar é de 21,1 GW. Isso representa cerca de R$ 104,5 bilhões em investimentos, uma arrecadação de R$ 32 bilhões e mais de 631,2 mil empregos acumulados desde 2012, distribuídos por todas as regiões do Brasil. Atualmente, a tecnologia solar é utilizada em 98,8% de todas as conexões de geração distribuída no país, liderando com folga nesse segmento.

O Brasil conta com aproximadamente 9,3 GW de potência instalada em usinas solares de grande porte. Desde 2012, essas usinas atraíram cerca de R$ 46,2 bilhões em novos investimentos e geraram mais de 280,2 mil empregos acumulados. Além disso, proporcionaram uma arrecadação para os cofres públicos que supera os R$ 13,8 bilhões.

Matérias Relacionadas
plugins premium WordPress
Abrir bate-papo
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?