Notícias

27/02/2020

PLD reduz em todas as regiões, exceto no Sul



O Preço de Liquidação das Diferenças (PLD) para o período de 22 a 28 de fevereiro, em média, apresentou alta de 6% no submercado Sul, saindo de R$171,14/MWh para R$ 180,77/MWh. Já no Sudeste/Centro-Oeste, o preço médio abaixou 2%, saindo de R$ 146,13/MWh e sendo fixado em R$ 143,85/MWh. O preço no Nordeste abaixou 13%, saindo de R$144,93/MWh e sendo fixado em R$ 125,80/MWh. Para o Norte, o preço caiu 70%, saindo de R$132,63/MWh e atingindo o valor mínimo regulatório de R$ 39,68/MWh.

Segundo a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), o principal fator responsável pela redução do preço do Norte foi a melhora em relação a expectativa de afluências para as próximas semanas e a grande quantidade de geração hidrelétrica nesta região nesta época do ano. Além disso, a redução da expectativa de carga para a próxima semana reduziu os preços para os submercados Sudeste e Sul.

Os limites de intercâmbio de energia entre todos os submercados foram atingidos, com exceção do intercâmbio entre os submercados Sul e Sudeste para o patamar de carga leve.

Para o mês de fevereiro, a expectativa é de que as afluências para o Sistema Interligado Nacional (SIN) estão em 90% da Média de Longo Termo (MLT). A expectativa de afluências dos submercados estão em 103% no Sudeste, 29% no Sul, 81% no Nordeste e 78% no Norte.

Para a próxima semana, a expectativa é que a carga do SIN fique em torno de 2.523 MW médios mais baixa. O Sudeste/Centro-Oeste apresentou queda de 1.570 MW médios; no Nordeste, recuo de 953 MW médios; no Norte e no Sul não houve alteração.

Os níveis dos reservatórios do SIN ficaram cerca de 135 MW médios acima do esperado. O aumento foi verificado no Sudeste (+818 MW médios) e Norte (+271 MW médios), já para os outros submercados houve redução: Sul (- 438 MW médios) e o Nordeste (- 516 MW médios).

O fator de ajuste do Mecanismo de Realocação de Energia (MRE) estimado para o mês de fevereiro de 2020 passou de 103,8% para 104,0%. A previsão para fevereiro de 2020 para o ESS está em R$ 7,72 milhões, sendo praticamente em sua totalidade referente a restrições operativas.

Fonte: Canal Energia