Notícias

17/06/2020

ONS conclui processo de adesão ao mercado livre de energia



O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) informou nesta segunda-feira, 15 de junho, que concluiu o processo de migração para o mercado livre de energia dos seus quatro escritórios e centros de operação. A unidade de Brasília foi a última a realizar a migração por questões contratuais.

O movimento para reduzir a conta de luz dos prédios do órgão começou no ano passado e a transição foi feita de forma gradativa, iniciada pelo escritório do Nordeste, em Recife. Os escritórios do Rio de Janeiro e Florianópolis vieram em seguida.

Segundo o ONS, já foi possível economizar cerca de R$ 360 mil em gastos com energia elétrica. “A migração para o mercado livre vem se mostrando acertada. Esse é um movimento natural das grandes empresas e também uma oportunidade de economia para o Operador”, disse em nota Jaconias de Aguiar, diretor de Assuntos Corporativos do ONS, responsável pela condução do projeto.

Em 2018, o ONS realizou um leilão para a compra de energia, no qual a comercializadora de energia Lightcom foi a vencedora. Foram vendidos 1,157 MW médios no período que iniciou em 1º de maio de 2019 e se estenderá até 31 de dezembro de 2022. O processo de migração do ONS para o mercado livre contou com o suporte da consultoria Thymos Energia.

O ONS se enquadra na categoria consumidor incentivado, ou seja, a energia comprada deve ser proveniente de fontes renováveis como PCHs, usinas eólicas, solares e de biomassa, além de lhe conferir 50% de desconto no uso da rede elétrica.
Fonte: Canalenergia