Notícias

5/08/2020

Itaipu eleva vazão para escoamento da soja paraguaia



A hidrelétrica de Itaipu aumentou sua produção a partir dessa segunda-feira, 3 de agosto, para garantir o escoamento de 100 mil toneladas de soja vinda do Paraguai e que se encontram paradas em armazéns e barcaças por conta do baixo nível do Rio Paraná. Segundo a binacional, o pedido foi feito pela Chancelaria do governo paraguaio direto ao Brasil, e teve participação do Ministério de Minas e Energia, Eletrobras, Agência Nacional de Águas e Operador Nacional do Sistema elétrico. A soja tem como destino o mercado internacional.

A programação para a usina vai até 16 de agosto, totalizando 13 dias de operação. De segunda a sexta-feira, serão 7.500 metros cúbicos de água por segundo (m³/s). Já nos finais de semana, a defluência será de 7.100 m³/s, uma elevação de 1.000 m³/s em relação ao volume atual.

A operação acontece pouco mais de dois meses após outro movimento semelhante, quando a companhia aumentou aumento do nível do rio abaixo da barragem para o transporte de grãos e outras culturas do país vizinho. A diferença é que desta vez não será preciso abrir o vertedouro, com a medida prevendo apenas o aumento da produção da UHE.

No acumulado do ano, a hidrelétrica está com uma geração de quase 45 milhões de megawatts-hora (MWh), considerada boa em relação ao momento hidrológico desfavorável na região. O volume de chuvas ficou abaixo da média em toda a bacia do Rio Paraná, desde Minas Gerais até São Paulo e Paraná, com Itaipu otimizando a água disponível e o equipamento para aumentar a produtividade.
Fonte: Canalenergia